quarta-feira, 30 de junho de 2010

Os símbolos do casamento











Acho legal a gente saber o que a história nos traz de simbolismos, porque não gosto muito de fazer as coisas porque todo mundo faz. Resolvi então fazer uma pesquisa sobre os símbolos e seus significados:

CHÁ DE COZINHA - Era uma vez um pobre moleiro holandês que ficou apaixonado por uma rica donzela. O pai da virgem desaprovou o casamento e recusou-se a financiar a união dos dois. Os amigos do moleiro, numa atitude de carinho e amizade, juntaram-se e ofereceram a eles alguns dos itens que ajudariam a mobiliar a casa. Assim, há muitos séculos atrás, nasceu o chá de cozinha.

LUA DE MEL - A palavra lua de mel tem sua origem nos casamentos por captura. Era assim : um homem apaixonava-se por uma mulher, capturava a amada ( muitas vezes contra a sua vontade ) e a escondia por um mês ( de uma lua cheia até a outra ) em algum lugar afastado. Durante esse período, eles bebiam uma mistura afrodisíaca, adocicada com muito mel, até que ela se rendesse à sua sorte. Daí o nome "lua de mel".

BUQUÊS - Os primeiros incluíam não apenas flores, mas ervas e temperos. As flores tinham, cada uma, um significado: hera representava a fidelidade; lírio, a pureza; rosas vermelhas, o amor; violetas, a modéstia; miosótis era o símbolo de amor; não-te-esqueças-de-mim era o símbolo de amor verdadeiro; flores de laranja davam fertilidade e alegria ao casal. Na Polônia acreditava-se que, colocando açúcar no buquê da noiva, seu temperamento se manteria "doce".

PADRINHOS - A tradição da escolha de um padrinho é na realidade, um costume que remonta à antigüidade quando se escolhia um bom amigo, na maioria das vezes um guerreiro tribal, para ajudar a proteger a noiva de possíveis raptores, conhecidos por rondarem o local da cerimônia.

POSICIONAMENTO NO ALTAR - A razão da noiva ficar sempre do lado esquerdo do seu noivo tem sua origem entre os anglo-saxões. O noivo temendo um ataque dos dragões e outras ameaças, deixava sempre o braço direito livre para sacar a sua espada.

ALIANÇA - O uso da aliança de casamento vem da tradição cristã, desde o século XI, e que era colocada no 3º dedo da mão esquerda, pois acreditavam que nesse dedo havia uma veia que ia direto para o coração. Ainda hoje esse costume é praticado nos casamentos islâmicos.
 
VESTIDO DE NOIVA - Na Idade Média, o vermelho era a cor favorita na Idade Média. Outras cores eram vestidas por motivos simbólicos: azul significava constância e verde, juventude. O vestido branco, símbolo de pureza, que foi adotado em todo mundo, veio da Inglaterra, através da rainha Vitória em sua união com o primo, príncipe Albert. Sabia que foi a rainha quem o pediu em casamento? Pois, é! Naquela época não era permitido fazer um pedido desses a uma rainha, então, a rainha não teve outra alternativa, a não ser ela mesma pedir o príncipe em casamento. O mais romântico da história da rainha Vitória e do príncipe Albert é que ela o pediu em casamento porque o amava, o que não era costume na época, onde os casamentos eram sempre arranjados pelas famílias e o amor era o que menos importava.
 
 
FLORES NO CAMINHO - Os antigos romanos tinham o costume de atirar flores no trajeto da noiva, acreditando que as pétalas fariam a noiva ter sorte e dar carinho ao marido.
 
SÍMBOLO DA FELICIDADE - Os italianos acreditam que as amêndoas trazem felicidade aos noivos e na Itália, é tradição os familiares comerem as amêndoas às vésperas do casamento dos filhos. Aqui no Brasil, os italianos ou seus descendentes, oferecem as amêndoas no final da cerimônia, ou enfeitada na forma de lembrancinha.
 
 
CHUVA DE ARROZ - Na China Antiga, mais de 2000 anos antes de Cristo, o arroz já era tido como símbolo de fartura. O hábito de atirar alguns grãos de arroz sobre os noivos, após a cerimônia nupcial, data da Antigüidade. A tradição teve origem na China, onde um Mandarim poderoso quis dar prova de vida farta, e fez com que o casamento de sua filha se realizasse sob uma "chuva" de arroz.
 
 
VÉU DE NOIVA - O uso do véu da noiva era um costume da antiga Grécia e foi criado para proteger a noiva de mau olhado e também dos seus possíveis admiradores. Alguns povos antigos usavam o véu também, para simbolozar a passagem na vida da mulher, da vida de solteira, para a vida de casada.
Fonte Site Católico -  Diácono Alfredo 
 


 





 





  

 
  

Um comentário:

Lucas disse...

Gostei de saber dos significados.
Nunca mis pensarei na lua de mel da mesma forma.